2 de dez de 2011

Jack, o Estripador

Infelizmente tenho passado por alguns problemas que fizeram com que só pudesse vir a atualizar o blog hoje, um dos maiores desses problemas foram uns apagões que houve por aqui pelo área onde meu pai mora, o quê me deixou sem internet por alguns dias. Mas, enfim, estive conversando com a Melissa um dia desses e ela me sugeriu que falasse sobre Jack, o estripador aqui no blog.
     Jack, o Estripador, também conhecido como Jack the Ripper, seu nome em inglês, foi o pseudônimo dado a um assassino em série não-identificado que agiu no distrito de Whitechapel em Londres na segunda metade de 1888. O nome foi tirado de uma carta, enviada à Agência Central de Notícias de Londres por alguém que se dizia o criminoso.
     Sua história está cercada de mitos e inspirou tantas outras que às vezes ficção e realidade se misturam. O fato é que Jack (o nome lhe foi dado pela imprensa) matou de forma brutal entre cinco e oito prostitutas inglesas em pouco mais de dois meses do outono de 1888, driblando a melhor polícia do mundo da época, a Scotland Yard.
     Todas as vítimas de Jack vinheram da miséria: uma era do interior, outra era alcoólatra, uma vinha de um casamento desastroso, outra era acusada de pequenos roubos. Documentos da Scotland Yard e registros de óbitos guardados até hoje mostram que elas morreram de forma bem parecida: estrangulamento, lesões cortantes na garganta e mutilações por todo o corpo. Tudo foi cometido de madrugada, principalmente em feriados ou fins de semana. É pouco provável que elas se conhecessem, apesar de todas terem sido assassinadas com poucas quadras de distância umas das outras.
     A polícia fez de tudo para achar o assassino e mostrar serviço. Cães farejadores foram usados para encontrar Jack a partir do cheiro nas vítimas, apesar de especialistas da própria polícia advertirem que eles não seriam eficientes, tendo em vista que várias pessoas tinham se aproximado ou tocado nas mortas nos locais de crime. Até mesmo uma idéia esquisita de um fotógrafo foi levada a sério. Ele propôs que se fotografassem os olhos de Annie Chapman, a segunda vítima de Jack, pois seria possível reconhecer o assassino pela imagem gravada na sua retina.
     Alguns acreditam que o apelido do assassino foi inventado por jornaleiros, na esperança de que uma história mais interessante aumentasse suas vendas. A prática se tornaria um costume ao redor do mundo, com inúmeros criminosos apelidados e tornados famosos pela imprensa.
     Mas os assassinatos do Estripador marcaram uma etapa importante na vida moderna britânica. Embora não tenha sido o primeiro assassino em série, Jack o Estripador foi o primeiro a criar um frenesi mundial da mídia em torno de seus crimes. O surgimento em massa de jornais baratos na Inglaterra a partir de 1855 fez do Estripador o beneficiário de uma publicidade até então sem precedentes. Isto, combinado ao fato de ninguém ter sido acusado formalmente pelos assassinatos, criou uma mitologia investigativa que eclipsaria completamente outros criminosos do tipo que surgiram mais tarde.

7 comentários:

MandyDamas disse...

Meu Deus, me deu medo agora, haha. História bem interessante...

Ivone Poemas disse...

Oi amiga, interessante esse post!
Realmente virou mito, mas foi real!
Muito bem explicado aqui, como sempre seus posts são interessantes!
Abraços,
Ivone

Malu disse...

Adorei o post... Bem interessante!

Já sigo seu blog!
Se você quiser, segue lá o meu!

http://balas-e-chicletes.blogspot.com/

Plum disse...

Nossa,um criminoso que virou lenda...
- Meda - Sempre arrasando nos posts,super criativos e interessantes,já tava com saudades deles nesse tempinho que você ficou fora =)
http://viverserfeliz-renata.blogspot.com/

Larissa Guimarães. disse...

kkkkk muito interessante! Criativa a ideia! Adorei, tô te seguindo ja ^^
To com um blog novo, passa la depois ^^
http://meuinvernoastral.blogspot.com/
beijos

camila disse...

Nossa, Rafa! Que tensa esse história! Ele deveria ter problemas mentais para matar as pessoas desse jeito, né? Interessante o post! beijos!

www.leerosy.blogspot.com

Carol Vasconcelos disse...

Ideia interessante para o post, mas eu gostei. Até porque amo esse tipo de história! kepqpwkeqw
bjs
blog-salto-alto.blogspot.com

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog