19 de mai de 2011

Big Bang

Como prometido, falarei hoje sobre a teoria do Big Bang, nossa primeira teoria da criação do mundo (esse, na verdade, seria do Universo inteiro, que compreende também nosso planeta).
     Uma das teorias científicas mais aceita para explicar a origem do universo é a teoria do Big-Bang ou da Grande Explosão. O tempo foi criado no Big Bang - nós não sabemos se existia antes do Big Bang. Esta pergunta, consequentemente, deve ser difícil de responder. Algumas teorias sugerem que nosso universo é parte de uma infinidade de universos (chamados "multiverso") que estão sendo criados continuamente. Isto é possível mas muito mais difícil de provar.
     Em 1916, Albert Einstein publicou a teoria da relatividade, onde dizia que o universo estaria se expandindo ou então se contraindo, contrariando a idéia de que o universo seria estático ou inerte, aceito até então. A partir daí, diversas pesquisas foram feitas com a ajuda de telescópios, e os cientistas puderam deduzir que o universo realmente se expandia, porém de modo ordeiro.
     Baseada nessa teoria de Einsteine em hipóteses simplificadoras (como homogeneidade e isotropia do espaço), Georges Lemaître propôs a teoria do Big Bang, que ele havia chamado de "hipótese do átomo primordial". As equações principais foram formuladas por Alexander Friedmann. Depois Edwin Hubble descobriu em 1929 que as distâncias de galáxias distantes eram geralmente proporcionais aos seus desvios para o vermelho, como sugerido por Lemaître em 1927.
     Segundo esses cientista, o Universo teria sido originado de uma explosão cósmita a cerca de 10 e 20 bilhões de anos. Até então, havia uma mistura de partículos subatômicas que se moviam em todos os sentidos com velocidades próxima à da luz. As primeira partículas pesadas, prótons e néutrons, se associaram para formar os núcleos de átomos leves, que formam os principais elementos químicos.
     Ao expandir-se, o Universo também se resfriou, passando da cor violeta para amarelo, mais tarde para laranja e vermelho. Cerca de um milhão de anos depois do instante inicial, a matéria e a radiação luminosa se separaram e o Universo tornou-se transparente: com a união dos elétrons ao núcleos atômicos, a luz pode caminhas livremente.
     Cerca de um bilhão de anos depois do Big Bang, os átomos passaram a se unir originando as galáxias.

0 comentários:

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog