5 de mai de 2011

Matrioskas

Ao ler o post de uma de minhas primas, Amanda, no blog dela, falando sobre uma espécie de bonecas, as BJD, pensei em falar sobre as Matrioskas, também conhecida como Bonecas Russas, outro tipo de boneca que é muito famoso. Para ver o post da Amanda, clique aqui.
     As matrioskas são um ícone nacional da Rússia, mundialmente famosas por serem colocadas umas dentro das outras. Cada matrioska é oca para conter, dentro de si, uma matrioska menor, que por sua vez contém outra menor ainda, normalmente até seis ou sete gerações, apesar de haver algumas com um número impressionante de bonecas, como as vistas ao lados, que possue vinte matrioskas dispostas uma dentro da outra. Obviamente, apenas a matrioska de menor tamanho é oca e não tem nada dentro.
     Apesar de seu papel de destaque no riquíssimo artesanato em madeira da Rússia e de algumas versões do brinquedo já serem conhecidas no país desde o século XVII, as matryoskas têm sua origem no Japão e apareceram apenas recentemente na arte folclórica russa: há pouco mais de cem anos.
     Em 1890 um protótipo do brinquedo, representando um sábio budista, foi trazido do Japão e presenteado à legendária família de comerciantes Mamôntov, grandes patrocinadores das artes no virar do século.
    Usando a boneca japonesa como modelo, o artesão Vassily Zvyôzdotchkin e o pintor Serguei Malútin criaram então a primeira matryoshka russa, batizando-a apropriadamente com uma variação do nome russo Matryona, que deriva de mat' (mãe). Essa boneca para ser exposta na feira internacional de Paris, em 1900, onde eles ganharam medalha de ouro por sua originalidade, hoje ela se encontra no Museu do Brinquedo, em Serguiev Posad.
     Uma outra história é que um senhor que esculpia e vendia bonecas uma vez fez uma boneca tão bonita que não quis vendê-la, levou para a sua casa e colocou no seu criado mudo e deu o nome a ela de Matrioshka. Todas as noites antes de dormir, perguntava a Matrioshka se estava feliz. Até que em certa noite Matrioshka pediu um bebê.
     Então o senhor esculpiu uma boneca menor chamada Trioshka, serrou a Matrioshka e colocou o bebê dentro dela. Mas logo na noite seguinte, a Trioshka também pediu um bebê. E lá se foi o senhor e fez uma boneca e colocou dentro da Trioshka, desta vez a bebê se chamava Oshka. Assim seguindo o caminho das outras, na noites seguinte Oshka pediu um bebê e lá se foi novamente o senhor fazer mais um bebê. Só que desta vez pensando que isso não iria acabar mais, o senhor fez o bebê e desenhou rapidamente um bigode nele e o chamou de Ka, garantindo que seria homem e não iria pedir um bebê novamente.
     Acho essas bonecas lindas para decoração, além de seu significado de fecundidade, elas são super bonitas e há em diversos modelos, como vocês podem observar: as primeiras que coloquei são bem clássicas e são de um conjunto grande, enquanto a segunda serve mais para os fãs dos Beatles e a terceira é para quem gosta de Star Wars.

2 comentários:

Ivone Poemas disse...

Linda postagem!
Amei conhecer a história das bonecas!!!
Perabéns minha linda Rafa!
ivone
henristo.blogspot.com

Any Brasil disse...

essas bonequinahs são lindas, lembro de uma coleção do alexandre herchcovitch que foi inspirada nas bonecas russas,
amei o post.
trendluxo.blogspot.com

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog