24 de dez de 2010

Véspera de Natal

     Pra mim esse Natal chegou muito rápido, eu nem tinha me tocado que hoje era a véspera, só me lembrei quando fui marcar ontem de ir no cinema com a minha prima e perguntei se ela podia ir hoje ai ela me disse: "No Natal?", estava tão sem noção da data que fui hoje no shopping comprar uma roupa pra eu ir pra Ceia e ainda comprar um monte de presente pros pequenos da família, foi uma comédia a minha cena em pleno Manaura com duas sacolas enormes da PB Kinds cheias de brinquedos e ainda duas sacolas de lojas de roupas.

     Foi hoje escrevendo no blog enquanto via a minha avó cozinhar para o Natal que pensei em milhões de perguntas sobre a véspera do Natal, a Ceia e tudo o mais envolvendo a época natalina, então vou colocar algumas das minhas perguntas que consegui obter respostas na internet e responder elas para vocês.

Por que começamos a comemorar o Natal na véspera?
     Começamos a reunir a família na noite do dia vinte e quatro para que possamos esperar todos juntos o dia em que é comemorado o nascimento, apesar de ninguém saber ao certo quando Ele nasceu, já que a Igreja cristã valoriza muito a proximidade da família e crê que os atos religiosos, quando possivel, tem de ser realizados em família.

Por que comemos peru na Ceia de Natal?
     Por influência dos americanos. Nos Estados Unidos, é costume comer peru no dia de Ação de Graças, celebrado desde 1621. Eles comemoram a boa colheita realizada pelos peregrinos e por nativos americanos na época. A ave era comum na região e, pela grande quantidade de carne, representava fartura.

Como funciona aquele peru que tem um pino que avisa quando está pronto e quem o inventou?
     Quando a carne do peru chega a 85 ºC, o ponto ideal de cozimento, o pino salta para fora da ave. O aparato fica preso a um metal que derrete fácil, tipo aqueles de solda. Na hora em que o ferrinho fica líquido, deixa de prender o pino e ele se projeta para fora. Quem inventou o invenrou foi Tony Volk, um caipira americano que fazia embalagens para peru. Para incrementar o negócio, Volk teve a idéia genial de fazer um dispositivo que avisasse quando o peru estivesse no ponto, livrando as cozinheiras de um vexame culinário. Daí para conceber o termômetro, no meio da década de 1960, foi um pulo.
Por que tem que ter bacalhau na Ceia?
     Na Idade Média, o calendário da Igreja católica proibia o consumo de carnes em uma porção de datas, somando essas datas dava quase 1/3 do ano. Nesses dias, o prato principal era o bacalhau, desde então o produto virou figura obrigatória na mesa cristã e nunca mais faltou às festas especiais. O costume chegou ao Brasil no mesmo pacote da colonização, com os portugueses.

De onde surgiu a rabanada?
     A rabanada foi uma herança de Portugal, contam que a rabanada era servida a mulheres no pós-parto porque ajudava na produção do leite materno, daí o apelido "fatia parida". Na França, ela muda de identidade e vira a clássica sobremesa pain perdu, servida com creme inglês e compota de pera, durante o ano todo. Muito calórica (cada uma tem, em média, 150 Kcal), vale cada centímetro de cintura adquirido. Talvez por isso, só seja consumida uma vez por ano. Em um daqueles dias em que ninguém se importa em quebrar a dieta.

FELIZ VÉSPERA DE NATAL PARA TODOS!

0 comentários:

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog