19 de fev de 2011

Ciganos

     Hoje retomei meu curso de espanhol e na aula falamos um pouco sobre ciganos (em espanhol gitanos), a sua cultura e tal, achei o texto que lemos muito interessante e vou falar um pouco dele aqui (mas claro que em português né).

     Suas origens são controversas, mas existe uma lenda cigano que diz que eles foram guiados por um rei no passado e que se instalaram em uma cidade da Índia chamada Sind onde eram muito felizes. Mas em um conflito, os muçulmanos os expulsaram , destruindo toda a cidade. Desde então foram obrigados a vagar de uma nação a outra.

     Outras informações sobre as origens dos ciganos foram obtidas através de estudos linguísticos feitos a partir do século passado. A comparação entre os vários dialetos que constituem a língua cigana, chamada romaní ou romanês, e algumas línguas indianas, como o sânscrito, o prácrito, o maharate e o punjabi, permitiu que se estabelecesse com certeza a origem indiana dos ciganos.
     Os ciganos fazem parte de uma etnia de cultura própria e muito rica, já que por variadas razões encontram-se dispersos por todo o mundo, tendo passado, em suas andanças, por diferentes países, enriquecendo a sua cultura. Uma pequena parcela, hoje em dia, ainda é nômade, mas a maioria, como no caso dos ciganos do Rio de Janeiro, é seminômade e sedentária.
     Na Europa, esses povos são subdivididos em diversos grupos étnicos:
Iheartshabbychicgypsycaravan10_large
Moradia de ciganos

     Rom ou roma propriamente ditos, presentes na Europa centro-oriental e, a partir do século XIX, também em outros países europeus e nas Américas. É o grupo mais disperso, pois, devido a sua origem extra-Ibérica, é encontrado no mundo todo, da União Soviética à Argentina. São os considerados ciganos autênticos e tradicionais.
     Sinti, encontrados na Alemanha, bem como em áreas germanófonas da Itália e da França, onde também são chamados manoush.
     Caló, os ciganos da Península Ibérica, embora também presentes em outros países da Europa e na América, incluído o Brasil.
     Romnichals, principalmente presentes no Reino Unido, inclusive colônias britânicas, nos Estados Unidos e na Austrália.
     Durante as perseguições do século XV, contra judeus e muçulmanos, começou também a caça aos ciganos. Na Alemanha e na Holanda, eram exterminados a tiros por caçadores pagos por cabeça. Na Europa, o propósito de extermínio dos ciganos sempre foi muito claro, os consideravam impuros e indignos de viver. Os anos de 1555 e 1780 são particularmente marcados por atos de violência contra os ciganos, em vários países.
     A falta de uma ligação histórica precisa a uma pátria definida ou a uma origem segura não permitia que fossem reconhecidos como grupo étnico bem individualizado, ainda que por longo tempo tenham sido qualificados como egípcios. O clima de suspeitas e preconceitos se percebe no florescimento de lendas e provérbios tendendo a pôr os roma sob má impressão. Difundiu-se também a lenda de que eles teriam fabricado os pregos que serviram para crucificar Jesus (ou, segundo outra versão, que eles teriam roubado o quarto prego, tornando assim mais dolorosa a crucificação).
     Entre as crenças ciganas a mais importante é a família é extremamente sagrada. Os filhos normalmente representam uma forte fonte de subsistência. As mulheres através da prática de esmolar e da leitura de mãos. Os homens, atingida uma certa idade, são frequentemente iniciados em outras atividades como acompanhar o pai às feiras para ajudá-lo na venda de produtos artesanais. E assim cada pessoa tem um papel na família cigana.
      O flamenco, estilo de música e dança símbolo da Espanha, foi criado, na verdade, por ciganos, e não por espanhois como muitos pensam, eles tinham a prática de se vestir de maneira bem chamativa, com roupas bem coloridas, em especial vermelho, e dançar e tocar o flamenco. Ao lado, imagem de dançarinos de flamenco.
     Agora gente, um breve toque, por favor não vão fazer igual uma mulher do meu curso de espanhol e confundir ciganos com aquele pessoal que fica fazendo malabarismo no sinal de trânsito, um não tem nada haver com o outro, não se confundam.

3 comentários:

Rart og Grotesk disse...

cingano tem uma coisa de "indiano mesmo", lembro que teve uma novela da globo de ciganos.
boa semana!

Any Brasil disse...

amei o post.
Essa cultura, as vezes, parece tão distante da gente.mas achei tudo.
tô te seguindo, te espero no meu blog.
trendluxo.blogspot.com

Bruno JP Teixeira disse...

OI RAFA... INDIQUEI SEU BLOG A UMA PROFESSORA QUE ADOROU AS MATERIAS SOBRE MITOLOGIA GREGA.

OBRIGADO PELAS VISITAS E COMENTS LÁ NO MEU BLOG

Abrçs.
Bruno JP Teixeira - O Portuga
http://brunojpteixeira.blogspot.com/

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog