18 de mar de 2011

Faith, a cadela de duas patas

     A algum tempo fui no Google Imagens e pesquisei "superação", apareceram várias imagens bonitas mas a que mais me impressionou foi a foto de uma cadela que andava somente com duas patas, como um ser humano anda, fui então pesquisar sobre ela e achei algumas informações para postar aqui.

     Faith nasceu na véspera do Natal de 2002, com três patas, as traseiras saudavéis e a da frente anormal, que teve de ser amputada. Obviamente não conseguia andar quando nasceu, portanto, foi rejeitado pela mãe e seu primeiro dono também não acreditou que ela sobreviveria e pensou em sacrificá-la.
     Naquela época, Jude Stringfellow a encontrou e desejou cuidar dela. Ela determinou que iria ensinar e treinar Faith para andar sozinha. Ela acreditava que só precisava de fé, por isso deu o nome de sua cadela de Faith, fé em inglês.
     No começo ela coloca Faith numa prança de surf para que ela sentisse os movimentos da água. Mais tarde, teve a ideia de oferecer pasta de amendoim como prêmio cada fez que a cadela fizesse o que ela mandava, ordens como ficar ereta ou saltar pela casa.
     Surpreendentemente, depois de apenas seis meses, Faith conseguiu aprender a se equilibrar em suas patas traseiras e saltar movendo-se para frente, um modo alternativo de andar. Depois de mais algum treinamento na neve, ela pôde começar a andar como um ser humano.
     June, sua dona, deixou seu trabalho como professora para levar sua cadela através do mundo para orar, com ela mesmo diz: "Mesmo sem um corpo perfeito, alguém pode ter uma alma perfeita".
     Hoje, Faith adora passear não importa onde vá, sempre atrai pessoas ao seu redor. Ela está cada vez ganhando mais fama e hoje há até um livro chamado With a Little Faith (Com um Pouco de Fé), publicado em sua homenagem.
     Faith foi feita sargento honorário do Exército dos EUA, graças a suas visitas frequentes aos veteranos deficientes em bases e em hospitais de todo os EUA. Agora, sua dona espera levar Faith para o Reino Unido para animar as tropas britânicas feridas no Afeganistão. "Ela mostra o que pode ser obtido contra grandes dificuldades", disse Jude Stringfellow.

3 comentários:

Divã das Baforetes disse...

emocionante né! isso serve de exemplo pra todos nós! bjbj da Telma

Perfume de Pitanga! disse...

Olá!

Maravilhosa a sua postagem e a história linda!

Bjos; Janini S.C
http://perumedepitanga.blogspot.com/

Luana Silveira Silva disse...

Nossa emocionante...
Linda história!!

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog