13 de abr de 2011

Dia Internacional do Beijo

     Gente, ando meio sumida, mas eu tinha avisado para vocês que estou enloquecendo com a semana de provas, então, perdoem-me. Eu estava louca para falar ontem do primeiro homem que foi ao espaço, mas não deu.

     Mas então, hoje é o dia do beijo, vocês sabiam? Hoje todo mundo estava comentando no colégio. E como vi que esse estava sendo um assunto interessantíssimo, decidi escrever um pouco aqui no blog, mas como achei pouquíssimas informações sobre o dia em si, falei também sobre os benefícios de beijar alguém.

     Muitas teorias existem sobre a origem do beijo, entretanto nenhuma delas é confirmada como sendo verdadeira. Reza a lenda que sua origem foi na Itália, onde existia um homem chamado Enrique Porchelo. Esse homem beijava todas as mulheres da vila, inclusive as casadas. No dia 13 de abril de 1882, o padre local, injuriado com essa situação, ofereceu um prêmio em moedas de ouro às mulheres que não haviam ainda sido beijadas pelo homem. E como nenhuma mulher apareceu para receber o prêmio e o padre já morreu, o dinheiro continua por lá, em algum lugar.
     Agora as suas desculpas para beijar alguém:
     Pesquisas afirmam que o beijo estimula o cérebro a liberar endorfina, criando uma sensação de bem-estar, e quanto mais excitante e apaixonado, maiores são os benefícios para a saúde. Aliás, o beijo é recomendado até como forma de combater a depressão, porque a endorfina age como um verdadeiro antídoto para a neurose, por conta do prazer que proporciona. 
     É considerado ainda um santo remédio para o estresse, de acordo com o estudo da neurocientista americana Wendy Hill. A profissional analisou o comportamento de quinze casais, divididos em dois grupos. Metade dos voluntários deveria se beijar, enquanto a outra não podia desfrutar da carícia. Depois disso, amostras de sangue e de saliva dos participantes foram analisadas. O nível de cortisol, relacionado ao estresse, despencou consideravelmente no grupo de beijoqueiros. Já o de oxitocina, hormônio relacionado ao prazer, aumentou nos homens e se manteve estável ou caiu nas mulheres. O curioso é que as moças que tomavam anticoncepcionais orais apresentaram mudanças hormonais parecidas com as dos rapazes.
     Quando você dá um beijão daqueles, que tira o fôlego, há aceleração nos seus batimentos cardíacos, o que melhora a oxigenação do sangue.
     Beijar durante o ato sexual ajuda a manter os níveis de excitação. Garante ao homem uma ereção mais vigorosa e um melhor controle da ejaculação, e à mulher, a lubrificação vaginal.
     Beijar também é um exercício, movimenta vinte e nove músculos, sendo dezessete só da língua. Alguns dermatologistas apontam que esse trabalho muscular pode ajudar a manter o rosto jovem por mais tempo, além de melhorar a sustentabilidade da pele. E que a verdade seja dita: quando bem dado, deixa qualquer um com expressão de felicidade e distribuindo sorrisos.
      Como toda atividade física, queima calorias e a quantidade só depende de você. E ainda é uma boa maneira de saber se o casal tem "química".

2 comentários:

ilana disse...

Rafa....
Ameiii, agora eu ñ para de beijar nunca mais!
rsrrsrsr

Dalva Caroline Sores Lins *--* disse...

Eu também Ilana kkkkk

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog