17 de abr de 2011

Linda McCartney

     Ontem não pude postar pois minha internet se acabou completamente de noite e não voltou mais, só hoje de manhã. Mas, pelo menos, agora estou aqui.

     Exatamente treze anos atrás morreu Linda McCartney, esposa do queridíssimo da Melissa Paul McCartney. Dedico, então, esse post como homenagem a essa mulher que foi tão importante para um dos meus queridos Beatles.

     Linda Louise Eastman nasceu no dia 24 de setembro de 1941 na cidade de Scarsdale, estado de Nova Iorque. Filha do bem sucedido advogado Lee Eastman, e da dona da fortuna das lojas Linder, Louise Linder, Linda cresceu na cidade onde nasceu e se tornou uma das melhores fotógrafas do mundo. Se formou em Artes na Universidade do Arizona, e foi durante estes anos que se apaixonou por fotografia.

     De volta a Nova Iorque, Linda passou a trabalhar como recepcionista da revista Town & Country, onde teve a informação de um evento que abriria as portas para a Linda fotógrafa. Os Rolling Stones estavam a bordo de um iate ancorado no rio Hudson, para o lançamento de seu álbum Aftermath, Linda dirigiu-se ao local e foi tomada como uma fotojornalista, tendo acesso ao iate. Ali, era a única munida de uma máquina fotográfica profissional, de modo que teve a exclusividade no registro do evento. Isso gerou um interesse automático por seu trabalho, e Linda passou a ser reconhecida como uma talentosa fotógrafa profissional.
     Quando trabalhou com a editora Rolling Stone, Linda produziu um trabalho de alta qualidade que continua sendo publicado internacionalmente. Seu trabalho já foi exposto em dezenas de galerias de arte, incluindo o Victoria and Albert Museum em Londres.
     Já sendo uma fotógrafa famosa, Linda foi levada por Chas Chandler, baixista dos Animals e seu amigo, ao clube Bag'o'Nails, onde ocorria uma festa pelo lançamento do álbum Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.
     Quando estava para ir embora, foi abordada por Paul McCartney, e posso dizer que desde então passaram a formar um casal. Ela já era divorciada de seu primeiro marido, o geólogo Melvin See, e tinha uma filha, Heather, mas isso não foi obstáculo. Paul e Linda casaram-se em 1969, numa cerimônia simples no cartório de Marylebone, em Londres, tumultuada apenas pela presença de inúmeros jornalistas e fotógrafos que registravam o acontecimento.
      Linda se manifestava frequentemente contra o abuso aos animais, e era uma ambientalista. Linda trabalhou com organigações como a PETA, Lynx, Friends of the Earth. Com esta atitude em mente ela comercializou vários pratos vegetarianos pré-preparados para o seu segmento no mercado com sua própria marca registrada e ficou milionária por conta própria, mesmo se não estivesse casada com um homem como Paul McCartney.
     Linda também publicou um livro de receitas vegetarianas que é bem popular com sua geração de fãs, comercializado nos anos 90, Linda McCartney's Home Cooking.
     Em dezembro de 1995, ela foi diagnosticada com um câncer de mama. Sua atitude positiva e otimista mediante a vida, associada ao tratamento médico e ao apoio e amor incondicionais de Paul e seus filhos, permitiu que Linda seguisse em frente até 17 de abril de 1998, quando faleceu, aos 56 anos.
     Considerada uma pessoa determinada, discreta, alegre e doce pelos que a conheciam, Linda é lembrada com carinho sempre que se ouve uma das muitas músicas que Paul compôs tendo a esposa como musa inspiradora. Essas canções certamente eternizam a "Lovely Linda" na memória dos milhares de fãs de Paul McCartney e dos Beatles.

1 comentários:

Any Brasil disse...

eu amei o post!!!
ela arrasa sempre.
trendluxo.blogspot.com

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog