2 de mai de 2011

Osama Bin Laden

     Finalmente pegaram o Bin Laden, o terrista mais procurado do mundo. Eu achava que nunca iriam pegá-lo, porque já iam fazer dez anos que esse homem estava sendo procurado e ninguém achava ele. Acho muito interessante que nós estamos vivendo esse fato histórico, que futuramente será estudado pelos alunos do ensino fundamental. Então, aqui vai para vocês, mais informações sobre esse homem.

     Osama bin Laden nasceu em Riade no dia 10 de março de 1957 (FALA SÉRIO! Nós faziamos aniversário na mesma data!) e foi um dos membros sauditas da próspera família Bin Laden, além de líder e fundador da al-Qaeda, organização terrorista famosa pelos ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos.
     Filho de Muhammed bin Laden, imigrante iemenita pobre que se tornou o homem mais rico e poderoso da Arábia Saudita, depois do próprio rei. Osama bin Laden era o filho único de sua décima esposa, Hamida al-Attas. Seus pais se divorciaram logo depois que ele nasceu, e sua mãe se casou com Muhammad al-Attas, com quem teve outros quatro filhos.
     Em 1973, ainda jovem e inexperiente, entrou em contato com grupos islamitas. Após a invasão soviética do Afeganistão em 1979, viajou para este país para participar do esforço jihadista no Afeganistão, financiando e organizando grupos de árabes e acampamentos de milícias armadas no combate aos invasores soviéticos.
     Posteriormente estabeleceu-se como importante investidor no Sudão, onde iniciou, em paralelo às suas atividades empresariais, a organização que mais tarde viria a se denominar Al Qaeda ("A Base"), originalmente destinada a combater a família real saudita. Bin Laden detestava os modos ocidentalizados, perdulários, corruptos e "pouco islâmicos" da família real, pois tinha como objetivo desvencilhá-la do poder e implantar no país o novo califado islâmico.
     Do Afeganistão planejou e coordenou ataques de grande repercussão às embaixadas americanas no Quênia e na Tanzânia, em 1998, e ao navio de guerra USS Cole, em 2000. Em decorrência destes atentados, tornou-se o terrorista mais procurado pelos Estados Unidos.
     Em 12 de outubro de 2000 a Al Qaeda voltou a cena, perpetrando outro ataque de grande repercussão contra o navio da marinha americana USS Cole, que se encontrava atracado para reabastecimento no porto de Aden, no Iêmen. O ataque provocou a morte de 17 militares americanos, além dos dois terroristas suicidas.
     Em 11 de setembro de 2001 a Al Qaeda realizou seu pior ataque terrorista, lançando aviões sequestrados contra as torres gêmeas em Nova York e contra o Pentágono, na capital americana, provocando a morte imediata de pelo menos 2754 pessoas. Até esta data, a Al Qaeda era um grupo terrorista pouco conhecido pelo mundo, mas depois disso passou a ser conhecidíssima.
     Uma semana antes das eleições americanas de 2 de novembro de 2004, no vídeo em que aparece, Bin Laden não assumiu formalmente os ataques, mas comemorou-os. O governo americano em resposta lançou-se numa guerra contra o terrorismo.
     O governo dos Estados Unidos oferecia a recompensa de US$25 milhões de dólares a quem desse informações relevantes da localização do terrorista. Em 13 de julho de 2007, a recompensa foi dobrada para US$50 milhões.
     Até que ontem Bin Laden foi localizado Abbottadad, e morto. De acordo com Barack Obama, a morte foi consequência de uma ação de inteligência do Exército norte-americano em parceria com o governo do Paquistão, que localizou o terrorista durante a semana passada.
     Mesmo com esse terrível terrorista morto, os EUA ainda temem um ataque. "Apesar de Bin Laden estar morto, a al-Qaeda não está", disse o diretor da principal agência de espionagem dos EUA. "Os terroristas quase certamente vão tentar vingá-lo, e nos devemos - e vamos - permanecer vigilantes e resolutos."

2 comentários:

CandyReis disse...

A ele é fofo mesmo , que bom que gostou *-* muito obg pelo seu comentário♥

Any Brasil disse...

ai credo, essa história é muito triste, toda a história.
o mundo está todo voltado para saber mais sobre isso.
trenduxo.blogspot.com

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog