8 de set de 2011

Prefácio de O Guia do Mochileiro das Galáxias

Hoje estava pensando no que falar no blog e lembrei que nunca mais falei sobre um livro aqui, por isso, peguei um dos meus livros favoritos, O Guia do Mochileiro das Galáxias, para que pudesse falar sobre ele, mas como estava com saudades do livro dei uma folheada e cheguei ao prefácio feito por Bradley Trevor Greive, o texto que ele fez é super legal e resolvi fazer um resumo dele e compartilhar com vocês, amanhã eu vou fazer a resenha do livro com as minhas próprias opiniões sobre essa fantástica série de livros escrita por Douglas Adams.
     Desde tempos imemoriais houve menos que meia dúzia de mortais cujas mentes foram capazes de contemplar o universo em sua totalidade: Einstein, Hubble, Feyman e Douglas Adams são nomes que surgem em meu cérebro comparativamente ínfimo e inútil. Destes poucos gênios especiais, Douglas Adams é, sem dúvida, o pensador mais hilariantemente original, embora seja consenso geral que Einstein era melhor dançarino de funk.
     [...]
     O que realmente sustenta este livro hilariante [...] é a pergunta profunda sobre o porquê. De onde viemos? Por que estamos aqui? Para onde vamos? Onde vamos almoçar hoje?
     [...]
     Mas o que torna a escrita de Douglas Adams tão hipnótica? Além do fato de ser considerado por muitos como "um dos autores mais perspicazes de nossos tempos", ele também se envolveu profundamente com a literatura e a ciência. A leitura, o humor, os animais selvagens e a tecnologia eram suas grandes paixões, e ele soube reunir esses interesses aparentemente disparatados com toda a concisão de energia de um supercondutor de partículas atômicas, inundando seus leitores com um dilúvio feroz de hilariantes conceitos abstratos e teorias perversamente avançadas. [...]

Bradley Trevor Greive, autor desse texto
      Aparentemente não houve um assunto sequer sobre o qual [Douglas Adams] não tenha se interessado. Sua crítica social afiada é recoberta pelo mais fino humor, tornando-se por vezes áspera e adoravelmente ofensiva de uma forma que muitas vezes parece a nós, australianos, ser essencialmente a nossa própria. A educação, ou a falta dela, frequentemente emergia em meio a seu descontentamento de várias formas [...]. Ele também se preocupava muito em transmitir a ideia de que os recursos naturais eram finitos e estão acabando, com avisos ecológicos ocultos em quase tudo que escreveu.
     A tecnologia era uma enorme paixão de Douglas Adams, que provavelmente possuiu e usou mais computadores da marca Apple do que qualquer outra pessoa, a não ser talvez o próprio Steve Jobs. Ele era um tanto peculiar nesse ponto, pois achava que a tecnologia poderia ser usada para salvar nosso planeta de quase todos os males, incluindo o tédio e a extinção da espécie. Essa noção o colocava em franca oposição com muitos conservadores mais prosaicos, os quais ansiavam pelo retorno das carroças puxadas a cavalo, talvez para que o ruído agradável dos cascos batendo ao longe os distraísse do aumento exponencial nas emissões de gases que causem o efeito estufa. Ele lutou até o fim pela visão de que as novas tecnologias são a extensão mais natural da mente humana.
     [...] A genialidade de Douglas Adams e a forma como ele usa as situações mais absurdas para nos fazer rir certamente encontrarão ecos no amor pela vida e no bom humor que meus amigos brasileiros têm de sobra.
     Divirta-se!

7 comentários:

pinkstar :] disse...

Ooi!
Adoorei o seu blog! Segui, lógico. Queria que você visitasse meu blog e seguisse também!
Meu blog está com design novo, vê lá e deixa um comentário dizendo o que achoou!

Beijos!
www.blogmodasdegarotas.blogspot.com

blogbelasmulheres disse...

muito bom o post.

agora quero ler esse livro.

BJOS ME VISITE:
WWW.BELASMULHERES2.BLOGSPOT.COM

BJS

Giovanna disse...

A trilogia de cinco e a geniosidade de Douglas Adams misturada a sua ironia, fizeram com que o Guia se tornasse um verdadeiro guia pra vida de muita gente. Li a algum tempo e adorei, é uma série maravilhosa ! Adorei teu blog e vou seguir na esperança de que fala mais vezes sobre O Guia, HAHA !
Também tenho um blog se quiser dar uma olhada (ele foi criado a pouco tempo) http://felizporacaso.blogspot.com/





E NUNCA ESQUEÇA DA TOALHA !

Ingrid Gonzalez disse...

haha, deve ser massa este livro.. *u*

hey rafa...
visita?

pinkpimenta.blogspot.com

Débora Morais disse...

gostei da dica, vou ler *-*
deboramoraiss.blogspot.com

Débora Morais disse...

Oi Rafa, vou fazer sim, estou preparando vários tutoriais que eu usei no sem modos, o menu..a barra de rolagem..
Quando eu postar te aviso :D
beijos
deboramoraiss.blogspot.com

Rart og Grotesk disse...

Einstein era melhor dançarino de funk??rsrs

Já ouvi falar desse livro, deve ser bem interessante!

Obrigada pela visita!!bjs

http://artegrotesca.blogspot.com

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog