17 de nov de 2010

Guerra Fria

     Um dia desses fiz um post sobre Internet e lá dizia que ela foi criada durante a Guerra Fria, e relendo esse post percebi que na verdade não fazia a mínima ideia do que é Guerra Fria, então fui falar com meu professor de história para que ele esclarece-se minha mente e ele me explicou o que é Guerra Fria (e disse que ia ler esse meu post), e tive a ideia de escrever aqui, pois assim como eu não sabia o que era Guerra Fria muita gente pode não saber.

     No fim da Segunda Guerra Mundial, Estados Unidos e União Soviética se sobressaiam como potências do período. Contudo, as grandes diferenças ideológicas, políticas e econômicas das duas nações fazem com que, na segunda metade da década de 1949 até 1989, comecem uma disputa pela hegemonia política, econômica e militar no mundo.
     A União Soviética possui um sistema socialista, baseado na economia planificada, partido único (Partido Comunista), igualdade social e falta de democracia. Já os Estados Unidos defendia a expansão do sistema capitalista, baseado na economia de mercado, sistema democrático e propriedade privada.
     Preocupada com o avanço da influência do socialismo soviético, os norte-americanos buscaram se aliar politicamente a algumas nações da região balcânica. Em contra partida, os soviéticos criaram um “cordão de isolamento” político que impediria o avanço da ideologia capitalista pelo restante da Europa Oriental. Essa seria apenas as primeiras manobras que marcariam as tensões ligadas ao desenvolvimento da chamada “Guerra Fria”.
     Esse conflito recebe esse nome porque ocorreu apenas no campo ideológico, não ocorrendo um embate militar declarado e direto entre as duas potências. Até mesmo porque, estes dois países estavam armados com centenas de mísseis nucleares. Um conflito armado direto significaria o fim dos dois países e, provavelmente, da vida no planeta Terra. Porém ambos acabaram alimentando conflitos em outros países como, por exemplo, na Coréia e no Vietnã.
     Em certo momento houve o bloqueio da cidade de Berlim pelos soviéticos contra a tentativa de garantir a hegemonia capitalista na região. Em resultado desse confronto, o território alemão foi dividido em dois estados: a República Federal da Alemanha, dominada pelos capitalistas, e a República Democrática Alemã, dominada pelos socialistas. Nesse mesma região seria construído o Muro de Berlim, ícone máximo da ordem bipolar estabelecido pela Guerra Fria.
     Buscando garantir oficialmente o apoio de um amplo conjunto de nações, no final da década de 1940, os Estados Unidos anunciaram formulação do Plano Marshall, que oferecia ajuda econômica, principalmente através de empréstimos, para reconstruir os países capitalistas afetados pela Segunda Guerra Mundial. Em abril de 1949, foi criada a OTAN, Organização do Tratado do Atlântico Norte, por meio dela os capitalistas definiram claramente quais países apoiariam os EUA em uma possível guerra contra o avanço das forças socialistas.
     A União Soviética também conclamou os países influenciados pela esfera socialista a assinarem o Pacto de Varsóvia, criado em 1955, tendo pretensões muito semelhantes à OTAN.
     A falta de democracia, o atraso econômico e a crise nas repúblicas soviéticas acabaram por acelerar a crise do socialismo no final da década de 1980. Em 1989 cai o Muro de Berlim e as duas Alemanhas são reunificadas. No começo da década de 1990, o então presidente da União Soviética, Gorbachev, começou a acelerar o fim do socialismo naquele país e nos aliados, com reformas econômicas, acordos com os EUA e mudanças políticas, o sistema foi se enfraquecendo. Com o capitalismo vitorioso, foi sendo aos poucos implantado nos países socialistas.

4 comentários:

Deni Rogê disse...

Rafa, parabéns pelo excelente blog. Sou professor de Geografia, e primo do melhor professor de matemática que vc já conheceu, o Elton. hehehe Ele vai se sentir, mas o cara é mto bom com os números.
Minha cara, excelente postagens, não só pelas informações, mas pela estrutura do texto, vc escreve muito bem.
No que tange ao conteúdo do texto, gostaria de dar o meu pitaco....uma pitada de sal, nada mais. A URSS foi à derrocada muito, também, pelo investimento maciço na Indústria Bélica (ind. de armas), ou seja, os soviético ficaram tão focados em construir uma máquina de destruição perante os americanos, mas esqueceram de investir em outros setores industriais que entraram em crise. A história da URSS é deliciosa, é intrigante, cheia de conflitos. Busque por exemplo, caso vc quiser, evidente, sobre o fim dos Romanov, a família do último Czar do Império Russo. Na história desta família vc encontrará figuras peculiares como a princesa Anastasia, que acabou sendo tema de muito filmes, inclusive da Disney; também irá se intrigar com a Czarina e a sua amizade com o mago Rasputin, este último fora uma figura muito intrigante, tentaram matá-lo 3 vezes, mas ele não morreu. Busque saber. Vc irá se deliciar sobre o assunto, claro, se vc gostar tbm. Abraços, e obrigado por nos presentear um blog de excelente qualidade.

gabrielzitoo disse...

kra so keria saber se guerra fria é mesma coisa que segunda guerra mundial ...

RafadeOliveira disse...

Não, a Guerra não é a mesma coisa que a Segunda Guerra Mundial. A Guerra foi um conflito ideológico ocorrido entre os EUA e a União Soviética pelo fato de serem, respectivamente, Capitalista e Socialista. A Guerra Fria foi consequência da Primeira e da Segunda Guerras Mundiais.
Esse final de semana vou fazer um post sobre Segunda Guerra Mundial para que você possa etender melhor esse assunto. Apareça de novo por aqui no sabádo que talvez você entenda melhor.

Bjs
Rafa
rafadeoliveira-tudosobrequalquercoisa.blogspot.com

Anônimo disse...

Adorei seu blog vou voltar sempre...E sd wue seu prof escreveu tambem vou pesquisar...nossas aulas podiam ser bem interessantes se mais professores nos contassem essas partes legais tbem....

Postar um comentário

- Para evitar que seu comentário venha a ser excluído, leia a política de comentários do blog.
- Antes de fazer uma pergunta dê uma olhada na página de FAQ para ver se sua pergunta já não foi respondida lá.

Obrigada por comentar. Saber que minhas postagens são valorizadas por outras pessoas é o que me faz continuar com o blog